18 de mar de 2013

Science Camp: 2º dia

Oi leitoras e leitores,

Se você não leu os outros posts sobre a viagem, leia aqui e aqui.

Bom, o segundo dia da viagem começou cedo. O café da manhã foi às 6:30 e todas estavam super empolgadas para que as atividades oficiais começassem.

Nossa primeira experiência foi no CNPq - Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Chegando lá, ficamos aguardando as autoridades para a foto oficial. As autoridades que foram encontrar conosco foram :


- Todd Chapman, Encarregado de Negócios, Enbaixada dos Estados Unidos da América no Brasil. Apesar de ser americano, por morar há muito tempo no Brasil, o português dele é perfeito.

- Manoel Barral Netto, Vice-Presidente, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPq

- Denise de Medeiros Neddermeyer, Diretora de Cooperação Internacional, Capes/MEC e Presidente, Comissão Brasil - Estados Unidos para o Avanço das Mulheres nas Ciências

- Beatriz Ronchi Teles, Representante, Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia

- Vera Lúcia Lemos Soares, Secretária, Secretaria de Articulação Institucional e Ações Temáticas, Secretaria de Política para as Mulheres

Tiramos a foto oficial, conversamos um pouquinho com cada um deles que foram muito receptivos. Mostraram- se muito felizes com a nossa presença.


Logo em seguida, iniciou-se a 1ª Palestra com Adriana Machado, Presidente da GE Brasil. Ela foi super simpática e falou do seu papel na empresa, do papel da mulher no mercado, e das oportunidadess que nos são apresentadas dentro do mercado atualmente.


A 2ª Palestra foi ministrada por Eunice Carvalho, Vice-Presidente da Chevron Brasil. Ela é uma angolana muito simpática, que contou sua experiência de vida, como veio parar no Brasil e como a Chevron apoia o jovem e a mulher.


Tivemos um coffee-break onde comi muito pão de queijo, como uma típica mineira rsrsrs

Na 3ª Palestra, Denise Neddermeyer falou um pouco sobre o papel feminino na política e na história brasileira.


Em seguida, almoçamos no refeitório do CNPq e fizemos uma visita ao Science Corner ( Esquina da Ciência) , onde conhecemos como tudo funciona por lá e a diplomata que conversou conosco é uma fofa! Para quem é de Brasília, vale a visita!


De volta ao auditório, tivemos na mesa-redonda, o programa " Ciências sem Fronteiras " com Geraldo Nunes Sobrinho, Coordenador, Programa Ciências sem Fronteiras e o Cristiano , que estudou nos Estados Unidos pelo programa e nos contou a experiência. Amei a palestra dele falando das diferenças, dos micos que pagou lá e afirmando que com o filho longe, mãe aprende a usar facebook, skype rsrsrs


Depois, a Nirvana Deck, Diretora de Tecnologia para América do Sul, Boeing, Saint Louis, Missouri assumiu a mesa. Ela contou um pouquinho da história da Boeing, da vida dela, da opção que fez de ter filhos enquanto cursava a faculdade e como ela vê a mulher no mercado.


E a última palestra do dia no CNPq, não poderia ser melhor. Depois de um dia sério, a última conseguiu descontrair. O Antônio Serralvo, Especialista em Audiovisual, Embaixada dos Estados Unidos da América no Brasil e Eveline Souza, Gestora de Mídias Sociais, Embaixada dos Estados Unidos falaram em como melhor cobrir/divulgar a nossa participação no programa. Nos mostraram uma série de redes sociais e o Antônio foi falar das fotos que tiraríamos durante o programa. Ele ia mostrando alguns exemplos errados e outros certos. E ele usou de cobaia nas fotos alguns amigos e a filhinha dele que aparecia em quase todas. Deu muitas dicas, como, não tirar fotos "suvaqueiras", aquelas que você estica o braço e tira de você mesmo. Sai com um carão e não aparece nada do fundo. Obrigada pelas dicas Antônio, ajudou bastante e foi motivo de zuação durante todo o programa rsrsrs




Era hora de dar tchau para Brasília, porque Manaus nos esperava. A Márcia e a Susan ( vai ter um post especial sobre a equipe de coordenação para vocês conhecerem melhor cada um deles) começaram a nos organizar para a viagem. Lanchamos e fomos para o aeroporto. Vocês imaginem quase 100 meninas em um aeroporto. Éramos atrações em todos os lugares rsrsrs E as pessoas do aeroporto, devido a camisa que estávamos do programa, insistiam em achar que íamos para Miami. Era engraçado. E no voo para Manaus conhecemos um aeromoço que quis brincar com a nossa cara e falou no rádio com o comandante que iríamos atrapalhar o voo. Mas, depois ele desmentiu tudo rsrsrsr



Chegamos em Manaus quase 11 hs da noite e a primeira impressão foi... Isso é assunto para o próximo post!

E aí? O que estão achando ? Comentem para que eu possa saber o que vocês estão pensando de toda essa experiência.

2 comentários:

  1. Puts, que legal! Você deve estar adorando tudo isso..
    Minha irmã faz parte do programa Ciência Sem Fronteiras, ela está em Portugal estudando engenharia biomédica e adorando! Ela diz que é a melhor experiência da vida.

    http://elasopensanisso.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esses programas são maravilhosos e vale muito à pena!

      Excluir

Fique à vontade para dar sua opinião!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...